29 de abr de 2010

Lenda da Rasga Mortalha

      Hoje a Curiosa Coruja, traz ao prezado leitor a história de Suindara, uma personagem que deu origem a lenda da Coruja Branca, a tão temida Rasga Mortalha.



      Suindara era uma moça carpideira (mulher a quem se pagava para chorar nos funerais), tinha trinta e cinco anos de idade, era obesa e de pele muito branca, muito inteligente e culta, e por essa razão, todos da aldeia a conheciam como Coruja Branca. Suindara era filho de um poderoso e perigoso feiticeiro, que sempre se vingava de quem fazia mal para a sua família, através de sua poderosa magia, chamado Eliel.
      
     Ricardo era filho de Ruth, uma condessa muito preconceituosa, que jamais permitiria que seu precioso filho namorasse com uma moça como Suindara. Mas Ricardo e Suindara apaixonaram-se e começaram a namorar escondidos. Certo dia, a mãe do rapaz descobriu, e logo tratou de planejar o rompimento daquele namoro, ela não media esforços, em seu coração só existia maldade. Então, Ruth chamou sua empregada, Margarida, e ordenou que entregasse um bilhete para Suindara, dizendo que pretendia contratá-la para chorar em um funeral, mas que para isso, elas deveriam marcar um encontro. O local sugerido pela condessa era afastado e muito escuro, atrás de uma cripta azul, no cemitério. Mas ao chegar ao encontro, Suindara foi brutalmente assassinada, por um empregado de Ruth, a condessa.

      Foi uma morte triste para todos da aldeia, a moça era querida de todos. Assim sendo, foi enterrada em um charmoso e luxuoso mausoléu, no meio de sua tumba foi esculpida uma coruja branca, pois era a maneira carinhosa como todos os moradores do lugar, tratavam Suindara.

      Eliel, o pai de Suindara, através das cartas de tarô, descobriu a mandante do crime. Tomado de uma enorme dor, jurou vingança. Ao anoitecer, ele foi até o mausoléu da filha, invocou as forças do céu e da terra, chamando o espírito de sua filha. Até que de repente a coruja entalhada na tumba da moça, cria vida e voa em direção a casa da condessa. Da sacada do quarto, onde Ruth dormia, ouvem-se um estranho cante de uma ave, que mais parecia um piar, como se alguém estivesse rasgando roupas de seda. Na manhã seguinte, a condessa havia morrido e suas roupas de seda, estavam todas rasgadas dentro do armário. Todos da aldeia ficaram confusos e assustados, com o que acabara de acontecer.

      Após a misteriosa morte da Condessa Ruth, um acontecimento estranho passou a ser relatado por todos os moradores da aldeia. Diziam que, quando alguém estava prestes a falecer, surgia em frente a sua janela uma coruja branca, com o mesmo canto assustador outrora ouvido na sacada da condessa, avisando que a morte passaria por ali.

      Por essa razão, essa ave passou a ser conhecida com o apelido de Rasga Mortalha. Os mais velhos dizem que se o animal pousar e cantar no telhado de sua casa, ou ainda, voando passar e cantar bem no meio da casa, certamente você receberá a visita do anjo da morte, e algum morador da casa irá falecer muito e muito breve. 


      Lembre-se é só uma lenda. Uma historinha para justificar os medos e superstições existentes em nós. 
      A vida e a morte estão sempre de mão dadas. O Divino nos deu a vida, como uma oportunidade de amadurecer, crescer, evoluir e com isso, sermos vencedores de nós mesmos. Enquanto que, a morte é o mesmo que retornar ao lar é à hora da partida, de avaliar aquilo que aprendemos. Seria em vão, toda a criação de Deus, se a vida fosse apenas até o que o homem chama de morte. De minha parte, essas palavras podem até soar prepotência, julgando aquilo que o criador fez e faz para suas criaturas. Mas nos foi dada a razão, o pensamento e a sabedoria para entender o mundo em nossa volta. Basta que busquemos entender e compreender. Pois as mazelas da vida partem em principio de nós mesmos. Porém não vemos isso, buscamos sempre as respostas nos outros, apontamos sempre para o outro. Chega não é?... 
      Pare, pare com esse medo bobo, viva seu presente, aprenda a amar, recomece sempre,  após um dia, sempre nasce um outro, nos dando novas oportunidades. Busque no passado as lições que aprendeu e no presente as ponha em prática sonhando com um futuro promissor. E quanto as pessoas que amamos e que já partiram, saiba que elas vivem e estão presentes em nossas vidas, e certamente chegará à hora do reencontro. "Esse momento será cheio de muitas emoções, pois Ele disse: "Estarei contigo até o fim"; "Tudo que está ligado no céu está ligado na terra", e mais ainda, " Amai-vos uns aos outros como eu vós amei".
       É simples assim...
      Caro leitor, se possível deixe sua opinião, de onde saiu essa historinha, existem muitas outras, pois a cultura de nosso povo é riquíssima. Tudo tem um fundo de verdade, como já falei nada é dito, ou feito em vão.

Joanice Roque (www.curiosacoruja.com.br)

20 de abr de 2010

Texto - Mensagem aos Casais



     Esta postagem é dedicado aos casais, para que, juntos possam refletir na vida a dois,  nos seus votos, na união da família. 
     O verdadeiro amor, é muito precioso e  nunca morre, vive dentro de nos para sempre. É uma explosão de sentimentos, que misturado nos vicia, revelando-nos  a certeza de querer sempre estar ao lado da pessoa amada, dividindo tudo, até uma vida inteira. 

Encontrei o texto abaixo, em um livrinho de catecismo. 
Alguem talvéz precise de oração e conselhos. 
     Da  Coruja com carinho para os casais.
-----------------------------------------
---------------------------


     Uma vida a dois é compreendida de várias etapas, incluindo sonhos, projetos, idéias... Mas como as ilusões falam sempre mais alto, esquecem-se das dificuldades que vão enfrentar no longo percurso da vida.
Não há rosas sem espinhos. No matrimônio é necessário aceitar as diferenças de cada um aprender a conviver com elas dia-a-dia, não é tarefa fácil, pois somos diferentes.
     A complementaridade do casal faz-se de pequenas atitudes diárias, que alimentam e fazem crescer o amor, revelam-se através de gestos de afeto, carinho e surpresas agradáveis e inesperadas ajudando assim o casal a superar as dificuldades que ambos terão que enfrentar nesta longa caminhada da vida.
     O amor inclui a aceitação das fragilidades e perdão, ou seja, amar é saber perdoar. O SIM do casamento inclui a aceitação não só das qualidades, mas também das limitações e dos defeitos.
     É bom lembrar que o casal só tomará conhecimento do verdadeiro significado da palavra casamento, quando ambos deixarem de pensar no "EU", e começar a pensar no "NÓS". Pois unidos conseguirão alcançar todos os objetivos antes sonhados, e superar as exigências que vão aparecer nas várias etapas da vida.
     O respeito mútuo e o diálogo são fundamentais para um bom entendimento e ajuda na educação dos filhos ou futuros filhos.
     Jamais se esqueçam que, com todos os seus esforços colocamos aos pés da Cruz do Senhor, todas as dificuldades, insucessos e outras tribulações que, por ventura apareçam. E assim sendo, todas as dificuldades vão sendo encaradas com outros olhos. E quando essas nuvens aparecerem em seus dias lembrem-se de recitar para si mesmos: "Eu aceitei você na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, por todos os dias de nossas vidas".

Trindade Santíssima, pela intercessão dos santos anjos e de Nossa Senhora, aumentai e aperfeiçoai cada vez mais o meu amor pelo meu esposo(a) e de minha esposa(o) por mim. Dai-me sempre lembrar do meu compromisso matrimonial diante de Vós o Pai, no santo altar, lembrando-me sempre de que o matrimônio não é apenas uma instituição social mas, antes de tudo, um Sacramento. Auxiliado (a) pela Vossa graça, ajudai-nos na tarefa de enriquecer e fortalecer nosso relacionamento. Disponho-me a crescer no amor, unido (a) ao Vosso Amor, e assim, o conseguirei. Devo conhecer Vossas santas Leis, Vossos Ensinamentos para caminhar em Vossos passos. Vinde sobre mim e minha família com Vossa Luz, despertai em nós um verdadeiro ardor missionário, curai todas as chagas de nossos corações. Amem.
 
  1. Nunca irritar-se ao mesmo tempo.
  2. Nunca gritar um com o outro.
  3. Se alguém deve ganhar na discussão, deixa que seja o outro.
  4. Se for inevitável chamar a atenção, fazê-lo com amor.
  5. Nunca jogar no rosto do outro os erros do passado.
  6. A displicência com qualquer pessoa é tolerável, menos com o cônjuge.
  7. Nunca ir dormir sem ter chegado a um acordo.
  8. Pelo menos uma vez ao dia, dizer ao outro uma palavra carinhosa.
  9. Cometendo um erro, saber admiti-lo e pedir desculpas.

  10. Quando um não quer, dois não brigam.
Retirado do livro "Família que reza unida permanece unida". - Pe. Evton Bezerra, sf.

13 de abr de 2010

Texto - Pai Nosso


 Se em minha vida não ajo como filho de Deus, fechando o meu coração ao amor, será inútil dizer: 
Pai Nosso,
Se meus valores são representados pelos bens da Terra, será inútil dizer:  
que estais no céu,
Se penso apenas em ser cristão por medo, superstição e comodismo, será inútil dizer: 
santificado seja o vosso nome,
Se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidades será inútil dizer:  
venha a nós o vosso reino,
Se no fundo o que eu quero mesmo é que todos os meus desejos se realizem, será inútil dizer:  
seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu,
Se prefiro acumular riquezas, desprezando meus irmãos que passam fome, será inútil dizer: 
o pão nosso de cada dia nos dia hoje,
Se não me importo em ferir, injustiçar, oprimir e magoar aos que atravessam meu caminho, será inútil dizer: 
 Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido,
Se escolho sempre o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho do Cristo, será inútil dizer: 
e não nos deixeis cair em tentação,
Se por minha vontade procuro os prazeres materiais e tudo o que é proibido me seduz, será inútil dizer:  
mas livrai-nos do mal...
Se sabendo que sou assim e continuo me omitindo e nada faço para me modificar, será inútil dizer:  
Amém.

Gráfico Ponto Cruz - Bandeira Brasileira

Texto - Hino Nacional

Dia 13 de abril, dedicado ao Hino Nacional. 
      Precisamos contar nossa história aos jovens para que não caia no esquecimento, aquilo que temos de mais bonito. Pois mesmo diante a tantos absurdos, devemos cada vez mais mostrar que podemos sim, através da educação, sermos melhores, termos uma população mais preparada, termos políticos mais responsáveis para administrar o nossa pátria. Diga NÃO a corrupção, a miséria, as catastrofes que poderiam ser evitadas, entre outros,  buscando ouvir, sabendo falar a mesma lingua do jovem, pois somente eles poderão fazer do nosso país um exemplo de dignidade. Nossa geração já conquistou tantas coisas. Juntos poderemos ajudar a mudar e conquistar um Brasil melhor. Vamos tirar nossas leis do papel e fazer valer nossos direitos. Faça sua parte, não critique somente, busque soluções. 
O nosso hino é o mais bonito, mais emocionante, mas infelizmente, não demonstramos  o devido valor.
Um grande abraço a todos.   

Composição: 
Joaquim Osório Duque Estrada e 
Francisco Manuel da Silva
I
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.
Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.
Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza
Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!
II
Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!
Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
"Nossos bosques têm mais vida",
"Nossa vida" no teu seio "mais amores".
Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula
- Paz no futuro e glória no passado.
Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.
Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

12 de abr de 2010

Texto - O Tríplice Aspecto do Espiritismo


Tríplice Aspecto
(CIÊNCIA, FILOSOFIA E RELIGIÃO)
Allan Kardec

       "A ciência, a filosofia e a religião constituem o triângulo sublime sobre o qual a doutrina do espiritismo assenta as próprias bases, preparando a humanidade do presente para a vitória do AMOR" ( Segundo Emmanuel).
        O Espiritismo, na sua feição de Consolador prometido pelo Cristo, apresenta três aspectos diferentes:  Ciência, Filosofia e Religião.
       O Espiritismo é ciência porque estuda a luz da razão e de pesquisas específicas os fenômenos mediúnicos, isto é, os fenômenos provocados pelos Espíritos e que são fatos naturais. Não existe o sobrenatural; todos os fenômenos, mesmo os mais estranhos, têm explicação científica.  Sintetizando, Kardec afirma: O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, da origem e do destino dos Espíritos, e de suas relações com o mundo corpóreo.
       O Espiritismo procede da mesma maneira que as ciências positivas, isto é, aplica o método experimental.  Fatos novos que se apresentam que não podem ser explicados pelas leias conhecidas, são observados, comparados, analisados e partindo dos efeitos às causas, chega-se a lei que os rege; depois as conseqüências são deduzidas e buscam-se as aplicações úteis.  Todos os princípios da Doutrina dos Espíritos foram deduzidos por este método.  Nenhuma teoria foi preconcebida.
        O Espiritismo demonstra experimentalmente a existência da alma e da imortalidade, principalmente através do intercâmbio mediúnico entre os encarnados e os desencarnados; entre o plano físico e o plano espiritual. O conhecimento de um não pode ser completo sem o conhecimento do outro, eles se completam.
       Se o Espiritismo tivesse aparecido antes das descobertas científicas teria abortado, como tudo que vem antes do tempo.  A ciência do mundo, se não deseja continuar no papel de comparsa da tirania e da destruição, tem absoluta necessidade do Espiritismo, cuja finalidade Divina é a iluminação dos sentimentos, na sagrada melhoria das características morais do homem. (Gênese).

       O Espiritismo é Filosofia porque dá uma coerente  e exata interpretação da vida.  Toda filosofia gera uma ética.  Sua força está na sua filosofia, no apelo que dirige à razão, ao bom senso. Como filosofia, o Espiritismo compreende todas as conseqüências morais que dimanam das relações que se estabelecem entre nós e os espíritos. Toda doutrina que dá uma interpretação da vida, uma concepção própria do mundo, é uma filosofia. Neste aspecto, enquadra-se o estudo dos problemas da origem e destinação dos homens, bem como a existência de uma suprema inteligência, causa primeira de todas as coisas. O Espiritismo é uma filosofia porque a partir dos fenômenos espirituais e dos fatos, dá uma interpretação da vida, explicando o porquê das dores, dos sofrimentos e das desigualdades entre as criaturas, e elucida as questões fundamentais da existência.  Para todo efeito existe uma causa e esta causa pode estar nesta ou em vidas anteriores.
       O Espiritismo é Religião porque ele tem por fim a transformação moral do homem, retomando os ensinamentos de Jesus Cristo, para que sejam aplicados na vida diária de cada pessoa. Revive o Cristianismo na sua verdadeira expressão de amor e caridade. É religião porque tem por finalidade a transformação moral do homem, retomando os ensinamentos de Cristo, para que sejam aplicados na vida diária de cada pessoa.  Revive o Cristianismo na sua verdadeira expressão de AMOR e CARIDADE, religando a criatura à sua origem divina. Não possui culto material, não têm rituais nem cerimônia, não possui símbolos, velas, roupas e aparatos especiais, não admite o culto de imagens, não possui sacerdotes nem ministros. Não admite rotulação, assim não existem "Espiritismo de Umbanda", "Espiritismo de Mesa Branca" ou "Espiritismo Kardecista". É apenas "Espiritismo", que é baseado na Codificação. Explica ao homem que ele é um Espírito livre em evolução, responsável direto pelos seus atos, e, portanto pelos seus fracasso ou vitórias.
       A fé espírita é a fé racionada e coloca a CARIDADE, o AMOR como a condição básica de evolução do Espírito, independente do credo. Por isso não se diz: "Fora do Espiritismo não há Salvação" e sim "Fora da Caridade não há Salvação".
       A caridade é a maior das virtudes porque proporciona aos homens colocar em prática o mandamento essencial que é "Amar ao próximo com a si mesmo". Ela abrange três requisitos essenciais: a BENEVOLÊNCIA para com todos; a INDULGÊNCIA para com as faltas do próximo; e o PERDÃO às faltas alheias.
Fonte de pesquisa: "O que é o Espiritismo" e a "A Gênese".

4 de abr de 2010

Texto - Mandamentos do Amor



01 - Amar-me tanto quanto te amo, pois será infinito nosso amor.
02 - Confie no sentimento que vive em nós, desde que nos conhecemos.
03 - Não negue o nosso amor, ele é a prova viva de nossa felicidade.
04 - Guardar-me no teu coração,  para  não esquecer do meu amor por você.
05 - Seja sincero, principalmente com o que sente por mim.
06 - Manifeste sua ternura e carinho, preciso tanto sentir você perto de mim.
07 - Esteja sempre aberto ao nosso amor, para que ele sempre se renove entre nós dois.
08 - Não me negue a sua atenção e respeito, para sermos um do outro.
09 - Saiba me ouvir e aconselhar, sendo meu amigo e amante.
10 - Me envolva na paz dos teus abraços para sermos finalmente um só.

Gráfico Ponto Cruz - Signos











Gráfico Ponto Cruz - Hello Kitty



   


















































































Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...