13 de abr de 2010

Texto - Hino Nacional

Dia 13 de abril, dedicado ao Hino Nacional. 
      Precisamos contar nossa história aos jovens para que não caia no esquecimento, aquilo que temos de mais bonito. Pois mesmo diante a tantos absurdos, devemos cada vez mais mostrar que podemos sim, através da educação, sermos melhores, termos uma população mais preparada, termos políticos mais responsáveis para administrar o nossa pátria. Diga NÃO a corrupção, a miséria, as catastrofes que poderiam ser evitadas, entre outros,  buscando ouvir, sabendo falar a mesma lingua do jovem, pois somente eles poderão fazer do nosso país um exemplo de dignidade. Nossa geração já conquistou tantas coisas. Juntos poderemos ajudar a mudar e conquistar um Brasil melhor. Vamos tirar nossas leis do papel e fazer valer nossos direitos. Faça sua parte, não critique somente, busque soluções. 
O nosso hino é o mais bonito, mais emocionante, mas infelizmente, não demonstramos  o devido valor.
Um grande abraço a todos.   

Composição: 
Joaquim Osório Duque Estrada e 
Francisco Manuel da Silva
I
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.
Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.
Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza
Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!
II
Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!
Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
"Nossos bosques têm mais vida",
"Nossa vida" no teu seio "mais amores".
Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula
- Paz no futuro e glória no passado.
Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.
Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...